Empreendedorismo: parcerias em tempo de pandemia

Saiba como as parcerias na internet podem ajudar a dar um UP em sua @marca


Foto: Thiago Storge / Coworking @colab.space

Fala sério, sociedade! Ser um empreendedor é uma viagem. Às vezes, é uma viagem tranquila, cheia de entusiasmo, desvendamento de novas possibilidades, mas também tem os seus momentos que parece que você está sozinho nesta trilha. Quem nunca? Você olha para trás e #aquelebaque, me perdi. Cadê o resto do pessoal? “Não tem ninguém comigo… Nem minha família compra meu produto. As pessoas não valorizam meu trabalho…Ninguém me quer, ninguém me curte. Eu mesmo publico, eu mesmo compartilho. Não estou dando conta disso tudo. Socorro!”. Se reconheceu em alguma situação?

Pode parar porque #avidaémuitomais e se você chegou aqui é porque é vitorioso. A boa notícia é que não estamos sozinhos, só precisamos identificar uma forma de se aventurar e enfrentar os desafios do empreendedorismo com outras pessoas e aí que vem o que chamamos de EMPREENDEDORISMO COLETIVO. Vamos nessa!

O poder das parcerias

Nesses quase 2 (dois) anos de canal e redes sociais @avidaemuitomais eu já levei mais ‘NÃO’ do que ‘SIM’. Pode parecer clichê este ditado popular, mas é real: “O não você já tem, agora busque o sim”. Se você não for atrás do que quer, nunca vai ter. Se você não perguntar, a resposta vai ser sempre não. Se não der um passo à frente, nunca sairá do lugar. E assim eu fui de empresa a empreendimentos em busca do sim. Atualmente o @avidaemuitomais tem cerca de 35 (trinta e cinco) parceiros que agregam muito valor comigo compartilhando experiências sobre a vida. Sem contar com os meus alunos do Curso para Empreendedores Multimídia. 

@soumaiscarioca empresa de turismo parceira do @avidaemuitomais

Chega mais, estamos no Telegram também!

Experimente o poder das parcerias porque como eu sempre falo “NINGUÉM CRESCE SOZINHO”. Enquanto empreende, você encontrará muitas pessoas! Algumas delas podem ter algo que você não tem. Por outro lado, você pode ter algo que os outros precisam ou querem.

Pare para pensar um pouco nas suas necessidades hoje em dia… Conhece alguém por acaso que sabe fazer “aquilo”? Que possui um equipamento que possa te ajudar? Ou talvez não conheça diretamente, mas um vizinho ou amigo, talvez sim?

Quando eu falo em empreendedores aqui no blog, só pra vocês entenderem, eu estou falando de todos os segmentos que estão tentando todos os dias fazerem a diferença nas redes sociais. Seja vendendo ou não, digital influencer, criadores de conteúdo digital e a senhora que vende marmitas saudáveis: vocês todos são empreendedores!

No momento em que eu me coloquei como “dono do meu próprio negócio” eu logo pensei: necessito seguir com outras pessoas que também precisam de ajuda, por isso nasceu o Curso. Voltando ao assunto, porque uma coisa liga a outra, seja generoso e só faça parcerias se realmente curte apoiar alguém ou uma causa. Por exemplo, quem me conhece sabe que antes de começar a empreender digitalmente eu já amava fazer novos contatos, a comprar no pequeno, a valorizar o trabalho alheio, seja ele qual for. Comecei a exercitar em mim o princípio da subsidiariedade e este tem me ajudado a ser “um verdadeiro cavaleiro” (leiam “Código de um Cavaleiro” de ETHAN HAWKE).

Qual o caminho para fechar as primeiras parcerias?

Lancei um vídeo no meu canal, na verdade foi uma LIVE, que ficou gravada. Quando acabar de ler aqui assiste lá: “COMO DIVULGAR O SEU TRABALHO EM TEMPOS DE PANDEMIA”.

Vou compartilhar 5 dicas valiosas que eu fiz no caminho para formalizar parcerias:

1- Defina seu produto/serviço ou marca pessoal — sobre este assunto eu recomendo o fonoaudiólogo Kalyton Resende, especialista em comunicação na internet. Eu fiquei baqueado com o trabalho peculiar dele. Meus seguidores tem a 1º consultoria com ele gratuita. Ele vai te ajudar muito a pensar em como construir potencialmente sua marca pessoal —. Sem compromisso e sem medinho, vai. Pega essa oportunidade!

2- Identifique o negócio que se encaixa perfeitamente com a sua @marca.

3- Apresente o que faz de melhor nas redes sociais. Chamamos isso de Mídia KIT, mas se você não souber “qual é o seu lugar na fila do empreendedorismo” nem adianta enviar.

4- Seja “cara de pau”. Afinal, o que muitas vezes temos não é vergonha, é medo de levar ‘não”. Supere esse medo e voa! #ninguémtemvergonhadepostarfotonofeed (vocês me entendem, né? risos)

5- Seja especialista no que você faz.

É isso! Vocês gostaram do bate-papo de hoje? Vamos continuar semana que vem. Toda segunda-feira o nosso ponto de encontro é aqui no Ascender Ideias porque… #EliMotiva! Não esqueçam de assistir os storys do @avidaemuitomais.

Ah! Já pode ser o meu parceiro COMPARTILHANDO COM SEUS AMIGOS que precisam ler esse texto. Agregadores, agregarão!

VOCÊ nasceu sem possuir nada e sem nada partirá desta vida. Seja frugal e poderá ser generoso”. (Ethan Hawke)

Revisão de texto: Carolina Diamantino

Compartilhe com seus amigos!

Eli Geovane

Sou Eli Geovane, comunicador empreendedor, criador de conteúdo digital do @avidaemuitomais e mentor do Curso para Empreendedores Multimídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Gostou do nosso blog? Compartilhe com seus amigos! :D